Entendendo a Inclusão Social

Falamos tanto em  inclusão social das pessoas com deficiência, mas você realmente sabe o que é  incluir? Sua escola pratica a inclusão? E na sua empresa, como a questão da inclusão é vista? A sua cidade possui locais acessíveis para todos? Você adota atitudes inclusivas? Para ajudá-los a responder essas e outras perguntas, entenda com a gente o que significa Inclusão Social!

Incluir quer dizer fazer parte, inserir, introduzir. Inclusão é o ato ou efeito de incluir. Podemos dizer que Inclusão Social é a capacidade de a sociedade mudar para receber, entender, respeitar e atender às necessidades de TODOS que dela fazem parte. Em uma sociedade inclusiva não importa de qual classe social, condição econômica, gênero, origem (geográfica, étnica, linguística, religiosa, educacional), diferenças quanto sua aparência estética ou funcional, sua “limitação” sensorial, mental, física ou de qualquer outra natureza, sua orientação sexual, etc. Isso porque,  a inclusão pressupõe a participação de todos, por todos, para todos e com todos!

inclusaobonecas

 

Mas, afinal, como ocorre a Inclusão Social?

Normalmente, a inclusão ocorre por meio de projetos organizados pelo governo, por ONGS ou por associações de voluntários. Por vezes, a própria sociedade realiza a inclusão sem perceber, como no caso da inserção de mulheres em atividades antes realizadas somente por homens.

Pessoas com deficiência também fazem parte desse grupo marginalizado pela sociedade. Por isso, escolas e empresas estão, cada vez mais, criando programas de inserção e deixando o ambiente mais confortável para essa comunidade de pessoas.


Leia também:

8 caminhos para tornar a sociedade mais inclusiva para as pessoas com deficiência

5 atitudes para combater o preconceito


 

Contudo, a inclusão das pessoas com deficiência não acontece apenas no ambiente escolar ou organizacional. Ela acontece todos os dias em todos os momentos: quando ligamos a TV e assistimos a programas com intérpretes em Libras; quando o transporte público oferece livre acessibilidade para cadeirantes; quando um restaurante oferece cardápio em Braille; quando conversamos com nossos filhos sobre a importância de respeitar a diferença entre as pessoas…

riokids-preconceitodeficiente-720x300

Apesar dos esforços do governo, ONGS e associações de voluntários em prol da inclusão social, a sociedade só se tornará realmente inclusiva quando as pessoas se conscientizarem de que todos merecem uma oportunidade igual de alcançar o sucesso e de ter uma vida digna e justa! É preciso, portanto, haver uma mudança cultural e comportamental e só  assim não será mais preciso leis para obrigar empresas a contratarem pessoas com deficiência ou mesmo leis que obriguem as escolas a aceitarem alunos assim.

Termino esse post com uma frase de um dos maiores nomes da Inclusão Social no Brasil: Maria Teresa  Mantoan!

 

Inclusão é o privilégio de conviver com as diferenças.

 

216787post_foto

 

 *Talita Cazassus Dall’Agnol

 

14 comentários sobre “Entendendo a Inclusão Social

  1. overdadeirosereaalegriadeviver disse:

    É isso aí, Talita, porque as diferenças que vemos em i deficiente em uma área do seu organismo, o conduz a desenvolver mais outras áreas. E aí precisamos aprender com estes seres que nos remetem a uma compreensão maior do potencial do ser humano.
    Um professor da pós que fiz em psiquiatria transpessoal, um pesquisador que ganhou premio de maior cientista do ano pela academia de ciências da frança, No ano 2000, disse que deveria ser pesquisada a área no cérebro responsável pelas emoções e pela afetividade nos portadores de síndrome de down, porque ele suspeitava haver um maior desenvolvimento nestas regiões.
    Porque, inclusão das diferenças não é uma questão de tolerância, mas de somatório. Prestem atenção na sensitividade de um down e a afetividade, como parecem associadas, ou conjugadas. E os ditos normais, inteligentes, racionalmente falando, COMO ESTÃO DE AFETIVIDADE?! MEU NETO CAIQUE É UM EXEMPLO PARA MIM NA SUA CAPACIDADE DE NÃO GUARDAR RESSENTIMENTOS!!!!ELE AMA, E PODE ATÉ REAGIR QUANDO NÃO LHE DAMOS A ATENÇÃO QUE DESEJA RECEBER, MAS QUANDO VOLTAMO-NOS PARA ELE, COM QUE ALEGRIA NOS RECEBE!!! Veja quem tem olhos de ver e ouça quem tem ouvidos de ouvir, nos disse o grande Terapeuta do amor, Jesus!
    Beijos, Talita!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Analucia Toledo disse:

    Olá Talita, muito obrigada pela visita em meu blog.

    Como é grato verificar a educação social inclusiva irradiando. Se cada um de nós continuar esse movimento na prática, quantas pessoas serão beneficiadas – inclusive nós mesmos – quantas coisas podemos aprender uns com os outros, com essa troca de experiências, de histórias, de identidades, de saberes…
    Eu realizei um projeto recentemente, onde pude transmitir elementos sobre a arte, sobre os artistas e as suas obras, conceitos que foram prontamente absorvidos pelo público. Que grato foi saber que os participantes levaram a atividade para as suas vidas. É altamente compensador saber que a arte pode alcançar a muitos e não a poucos.

    Muitas alegrias e realizações, que possamos somar esforços e nos unir cada dia mais nessa luta que é afinal de todos nós.

    Um grande abraço.

    Curtir

  3. Analucia Toledo disse:

    Olá Talita, muito obrigada pela visita em meu blog.

    Como é grato verificar a educação social inclusiva irradiando. Se cada um de nós continuar esse movimento na prática, quantas pessoas serão beneficiadas – inclusive nós mesmos – quantas coisas podemos aprender uns com os outros, com essa troca de experiências, de histórias, de identidades, de saberes…

    Eu realizei um projeto social inclusivo recentemente, onde pude transmitir elementos sobre a arte, sobre os artistas e as suas obras…conceitos estes que foram prontamente absorvidos pelo público. Que grato foi saber que os participantes levaram a atividade para as suas vidas. É altamente compensador saber que a arte pode alcançar a muitos e não a poucos.

    Muitas alegrias e realizações, que possamos somar esforços e nos unir cada dia mais nessa luta que é afinal de todos nós.

    Um grande abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Odonir Oliveira disse:

    Educadora por mais de 30 anos em São Paulo sempre acreditei que incluir- como se chama há pouco tempo até- é indispensável a TODOS. Ensinam-nos, na prática, a não repetir mesmices pedagógicas que supúnhamos ser acessíveis a TODOS, anteriormente. Mentira, já havia MUITOS excluídos. Sempre. Portanto, cada um tem suas eficiências e deficiências/dificuldades e deve ser visto como indivíduo. Aprendo cada dia mais com quem me ensina, cotidianamente, muito mais do que aquilo que penso que já sei.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s