Como ajudar um autista a ter uma vida melhor

Existem muitas formas de ajudar uma pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA) a superar desafios e dificuldades. Mas é importante também que você se certifique de ter o suporte necessário. Isso porque quando se tem um filho com TEA, cuidar de si mesmo não é um luxo ou um ato egoísta – é uma necessidade. Estar forte emocionalmente permite que você seja a mãe/pai de que seu filho necessita. E essas dicas podem te ajudar a tornar a vida de uma pessoa com autismo melhor, confiram!

1- Não espere por um diagnóstico

Se você tem um filho com TEA ou com algum tipo de atraso no desenvolvimento, a melhor coisa a se fazer é começar um tratamento o mais rápido possível. Busque ajuda assim que perceber que há algo estranho. Não espere para ver se seu filho vai conseguir superar o problema sozinho; e tampouco espere por um diagnóstico oficial. Quanto mais cedo uma criança com TEA receber ajuda, maiores as chances de sucesso com o tratamento. Estimulação precoce é o caminho mais efetivo para acelerar o desenvolvimento de seu filho e reduzir os sintomas do autismo.

2- Aprenda tudo sobre o autismo 

Quanto mais você souber sobre o autismo, mais bem preparado você estará para tomar decisões sobre seu filho. Aprenda tudo o que puder sobre opções de tratamento, faça perguntas e sempre participe de todas as decisões sobre tratamentos.

3- Torne-se um expert sobre seu filho

Descubra todos os gatilhos que provocam comportamentos estereotipados.  Descubra o que faz seu filho ficar estressado, desconfortável, calmo, entretido. Se você descobrir o que afeta seu filho, será mais fácil resolver problemas e prevenir situações adversas.

asian-baby-playing-280

4- Aceite seu filho, suas manias e características

Ao invés de focar em como seu filho é diferente de outras crianças e o que falta nele,  pratique a aceitação. Curta as manias dele, celebre suas pequenas conquistas e pare de compará-lo com outras crianças. Sentir incondicionalmente amado e aceito será a melhor ajuda que seu filho pode receber.

5- Forneça estrutura e segurança

Seja consistente com o aprendizado de seu filho. Descubra o que seu filho está aprendendo na terapia e repita as técnicas em casa. Explore a possibilidade de praticar a terapia em ambientes diferentes para que seu filho possa transferir o aprendizado de um ambiente para o outro.  É fundamental, também, que você tenha uma rotina ou agenda rigorosa, pois as pessoas com TEA funcionam melhor assim. Estabeleça horários regulares para alimentação, terapia,  escola e hora de dormir e tente não modificar essa rotina. Caso seja necessário alterar a programação, prepare seu filho antes.

Além disso, recompense bons comportamentos! Isso porque o reforço positivo é um ótimo estimulo para pessoas com TEA. Busque sempre elogiá-lo quando agir corretamente ou aprender uma nova habilidade, sendo bem específico sobre qual comportamento está querendo reforçar.

E crie uma zona de segurança em casa, um espaço reservado onde seu filho possa relaxar, sentir-se seguro. O lugar deve ser protegido caso seu filho tenha comportamentos sadoagressivos.


Leia também:

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE OS DIREITOS DE CRIANÇAS AUTISTAS

10 DICAS PARA LIDAR COM PESSOAS COM DUPLO DIAGNÓSTICO – SÍNDROME DE DOWN E AUTISMO


6- Encontre formas não-verbais de se comunicar com uma pessoa autista

Conseguir se comunicar com uma pessoa com autismo pode ser desafiador, mas você não precisa falar – ou mesmo tocar – para estabelecer essa comunicação. Você pode se comunicar pela forma como olha para o seu filho, pelo tom de sua voz, pela sua linguagem corporal – e possivelmente, pela forma como você o toca. Seu filho também se comunica com você, mesmo que não fale; você precisa apenas aprender essa linguagem.

Por isso, fique atento às dicas não verbais, como os tipos de sons que ele faz, sua expressão facial, os gestos que utiliza quando está cansado, com fome ou quer alguma coisa.

boy-hands-over-ears-280-with-logo

7- Desenvolva um plano personalizado para tratamento do autismo

Com tantos tratamentos diferentes disponíveis, pode ser difícil encontrar um método que seja o ideal para o seu filho. Por isso, quando for organizar um plano de tratamento para o seu filho, tenha em mente que não existe um tratamento único que sirva para todos. Cada pessoa autista é unica, com diferentes pontos fortes e fracos.

O tratamento de seu filho deve ser direcionado às necessidades individuais dele. Para descobrir quais são essas necessidades, responda as seguintes perguntas:

  • Quais são os pontos fortes e fracos do meu filho?
  • Quais comportamentos são os maiores causadores de problemas?
  • Como meu filho aprende melhor – vendo, escutando ou fazendo?
  • Do que meu filho gosta? E como essas atividades podem ajudar em seu tratamento e aprendizado?

Finalmente, tenha em mente que não importa o tratamento escolhido, seu envolvimento direto é vital para o sucesso!

8- Encontre ajuda e suporte

Cuidar de um filho autista pode demandar muita energia e tempo. Haverá dias em que você se sentirá sobrecarregada, estressada ou mesmo desencorajada. Ter filhos não é fácil e criar um filho com necessidades especiais é ainda mais desafiador. Para que você seja a mãe/pai de que seu filho precisa, é essencial que você cuide de você mesma! Não tente fazer tudo sozinha. Você não precisa fazer isso. Busque ajuda em grupos de apoio, e se estiver se sentindo estressada, ansiosa ou deprimida, busque um terapeuta. Terapia conjugal ou que envolva toda a família também pode ser uma boa solução.

woman-talking-to-therapist-280


Texto adaptado de ” Helping your child with autism thrive


 

 

2 comentários sobre “Como ajudar um autista a ter uma vida melhor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s